Fonte: G1 Negócios



O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) encerrou 2013 com um lucro praticamente estável sobre o ano anterior, com recuperações de crédito compensando menores resultados em operações financeiras e participações societárias.

Segundo informações nesta sexta-feira no Diário Oficial, o BNDES teve lucro de R$ 8,15 bilhões no ano passado, ligeira alta de 0,3% sobre os R$ 8,13 bilhões registrados em 2012.

O resultado com participações societárias caiu 7,3%, a R$ 2,45 bilhões, num desempenho justificado pelo BNDES pela maior provisão para perdas por baixa contábil.

A carteira de participações societárias do banco fechou o ano avaliada em R$ 87,8 bilhões, queda de 7% sobre 2012.

O resultado com operações financeiras do BNDES caiu 1,8% em 2013, a R$ 11,7 bilhões, num ano em que “os valores de mercado dos títulos negociados se aproximaram do valor da curva”, segundo o banco de fomento.

A manutenção do lucro líquido em 2013 foi possível graças à recuperação de crédito no total de R$ 695 milhões e pela liquidação de operações cujo devedor encontrava-se em recuperação judicial, num montante indicado de cerca de R$ 100 milhões.

No início do mês, o BNDES informou que seus empréstimos em 2013 totalizaram R$ 190,4 bilhões, alta de 22% sobre 2012, com maior expansão do setor agropecuário, impulsionado por safra recorde.

De acordo com o banco, todos os setores apoiados tiveram crescimento nas liberações no ano passado. A indústria respondeu por 30% do total liberado (R$ 58 bilhões) e a infraestrutura por 33% (R$ 62,2 bilhões), aumentos de 22 e de 18%, respectivamente.